Home» Formacao» Servidores do Reino

Servidores do Reino  

Na Igreja Católica temos sete sacramentos. O da ordem tem três graus: primeiro grau, o diácono; segundo grau, o presbítero; terceiro grau, o bispo.

O bispo e o presbítero são sacerdotes, configurados a Cristo-sacerdote; o diácono é configurado a Cristo-servo. Jesus, na última ceia, lava os pés dos apóstolos, dizendo: “Eu vim para servir e não para ser servido, façam o mesmo e lavem os pés uns dos outros”. Lavar os pés significa ser sensível aos pobres e injustiçados, ir na direção deles e salvá-los. Realizar as obras de Jesus.

O diácono deve ser servidor da palavra e homem de oração. O evangelho de hoje nos lembra isso: depois de despedir as multidões, Jesus sobe à montanha, a sós, para orar.

Mais tarde os apóstolos estão no barco, já bem longe da praia, sendo atormentados pelas ondas, pois o vento era contrário. Nós também, muitas vezes, enfrentamos situações que desafiam o nosso testemunho – é o mar agitado. Debaixo das águas existem os “monstros”. Jesus caminha sobre eles, dominando-os. Também nós, com fé e oração, venceremos os que querem impedir nossas ações solidárias junto aos sofredores.

No início, a comunidade fundada por Jesus crescia em ritmo acelerado. Aumentava o número dos convertidos e os apóstolos não conseguiam servir o alimento a todos sem, com isso, deixar de prejudicar a pregação. Então os doze convocaram uma assembleia dos discípulos, estimulando-os a escolher sete homens de boa fama, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, para servir a mesa dos pobres. Assim começa o ministério da caridade (cf. At 6,1-6). Não eram chamados de diáconos ainda.

Mais tarde, santo Inácio de Antioquia (séc. I) vai dizer que sem o bispo, o presbítero e o diácono não existe a Igreja (instituição). O diácono, pela ordenação, tem o tríplice múnus: caridade, palavra e liturgia.

Odelcio Calligaris G. da Costa
Diácono em Piracicaba – SP

Fonte: Semanário Litúrgio-Catequético O DOMINGO

Link: 88 pessoas viram!