Home» geral» Dom Osvaldo Giuntini se despede oficialmente como bispo de Marília

Dom Osvaldo Giuntini se despede oficialmente como bispo de Marília  

Após 31 anos, dom Osvaldo Giuntini se despediu oficialmente quinta-feira (11) como bispo da Diocese de Marília. A missa ocorreu no ginásio de esportes do Colégio Cristo Rei e contou com a presença de cerca de dois mil fiéis. A missa também teve como objetivo celebrar o dia de São Bento, padroeiro da cidade.

Dom Osvaldo Giuntini deixa o cargo aos 76 anos de idade. Há um ano e meio ele encaminhou ao Vaticano carta de renúncia solicitando a saída. O Código Canônico prevê que aos 75 anos de idade o bispo precisa deixar o cargo. A nomeação do novo bispo, monsenhor Luiz Antonio Cipolini, 51 anos, aconteceu pelo papa Francisco no dia 8 de maio e sua ordenação foi realizada no último domingo, em São João da Boa Vista. Ele assume a Diocese de Marília no próximo dia 4 de agosto.

Dom Osvaldo, agora bispo emérito, destacou em sua última celebração os vários anos como líder religioso na cidade. Segundo ele, os principais pontos que marcaram seu bispado foram o diálogo com dom Daniel, visitas a pastorais, ordenação de sacerdotes, inauguração do Seminário Diocesano e ordenação episcopal de Dom Paulo Beloto. Além de encontros com os papas João Paulo 2 e Bento 16. “A igreja está acima de nossa pessoa, nós passamos, mas a diocese permanece. Pretendo utilizar minha experiência como bispo emérito para em união trabalhar com novo bispo e padres de nossa diocese”, destaca.

O prefeito Vinícius Camarinha esteve presente na celebração e elogiou o trabalho de dom Osvaldo no comando da Diocese de Marília. “Tenho uma grande admiração por dom Osvaldo. Ele realizou um belo trabalho, com humildade e sabedoria. Espero que o novo bispo tenha a mesma grandeza, buscando além das questões espirituais, ajudar toda população, em especial a mais carente”, disse o prefeito.

A aposentada Maria Bincoletto participou da missa e emocionada falou sobre a atuação do antigo bispo. “Um homem maravilhoso, sereno, que muito contribuiu para o catolicismo. O novo bispo deve dar prosseguimento aos trabalhos com garra e determinação”.

A ordenação sacerdotal de dom Osvaldo ocorreu em 8 de dezembro de 1963. O ministério foi exercido primeiramente na Capital paulista e, em seguida, foi pároco das cidades de Salto e Itu.

Em 1975, o papa Paulo VI concedeu-lhe o título de monsenhor. Em 1982, recebeu a nomeação de bispo auxiliar. Dom Osvaldo foi para Marília como bispo auxiliar do então bispo diocesano, dom frei Daniel Tomasella. Em 1987, a pedido de dom Daniel, Giuntini foi nomeado bispo coadjutor, com direito a sucessão. Cinco anos depois, em decorrência da renúncia do bispo diocesano, dom Osvaldo tomou posse como bispo da diocese de Marília, em 9 de dezembro de 1992. Informações do Jornal Diário de Marília.

fonte: Jornal da Manhã de Marília.

Dom Osvaldo
Dom Osvaldo 2

Link: 294 pessoas viram!