Home» Liturgia Diária» Aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto.

Aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto.  

Ano B – 24 de julho de 2015

Cor Liturgica: VERDE (6ª-feira da 16ª Semana Tempo Comum)

Mateus 13,18-23

Aleluia, aleluia, aleluia.
Felizes os que observam a palavra do Senhor de reto coração e que produzem muitos frutos, até o fim perseverantes! (Lc 8,15). 

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
18 Disse Jesus: Ouvi, pois, o sentido da parábola do semeador:
19 quando um homem ouve a palavra do Reino e não a entende, o Maligno vem e arranca o que foi semeado no seu coração. Este é aquele que recebeu a semente à beira do caminho.
20 O solo pedregoso em que ela caiu é aquele que acolhe com alegria a palavra ouvida,
21 mas não tem raízes, é inconstante: sobrevindo uma tribulação ou uma perseguição por causa da palavra, logo encontra uma ocasião de queda.
22 O terreno que recebeu a semente entre os espinhos representa aquele que ouviu bem a palavra, mas nele os cuidados do mundo e a sedução das riquezas a sufocam e a tornam infrutuosa.
23 A terra boa semeada é aquele que ouve a palavra e a compreende, e produz fruto: cem por um, sessenta por um, trinta por um.
Palavra da Salvação.

 


Comentário do Evangelho
UMA EXPLICAÇÃO NECESSÁRIA
            Em alguns casos, Jesus ofereceu aos discípulos pistas para a compreensão das parábolas. Sua explicação, contudo, não esgotava a riqueza de sentidos que elas continham. As parábolas deviam ser sempre mais exploradas por quem as lesse, buscando iluminar com elas a própria existência. Contextos diferentes revelariam mensagens diferentes escondidas no texto.
            Jesus entendeu que a semente é a Palavra de Deus semeada no coração humano. Os diversos tipos de terreno correspondem aos diversos tipos de coração, com os respectivos modos de acolher a Palavra.
            É ingênuo pensar que todas as pessoas acolherão a Palavra de igual maneira. Uns a receberão de forma tão superficial, a ponto de ela Palavra se perder imediatamente, sem sequer começar a criar raízes. Outros a acolherão aparentemente com boa disposição e alegria. No entanto, por serem incapazes de fazer frente às dificuldades provenientes de sua opção, acabarão por deixar a Palavra se perder. Outros, ainda, aceitarão a Palavra sem muito discernimento, sem refletir sobre suas exigências. Por isso, quando ela questionar seu modo mundano e egoísta de proceder, preferirão deixá-la de lado e seguir adiante em busca de prazer. Por fim, existe também quem acolherá a Palavra com boa disposição, e agüentará as conseqüências de sua escolha. Nem todos, porém, darão frutos na mesma proporção.
 
Leitura

Êxodo 20,1-17

Leitura do livro do Êxodo.
1 Então Deus pronunciou todas estas palavras:
2 “Eu sou o Senhor teu Deus, que te fez sair do Egito, da casa da servidão.
3 Não terás outros deuses diante de minha face.
4 Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra.
5 Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor, teu Deus, um Deus zeloso que vingo a iniqüidade dos pais nos filhos, nos netos e nos bisnetos daqueles que me odeiam,
6 mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.
7 “Não pronunciarás o nome de Javé, teu Deus, em prova de falsidade, porque o Senhor não deixa impune aquele que pronuncia o seu nome em favor do erro.
8 Lembra-te de santificar o dia de sábado.
9 Trabalharás durante seis dias, e farás toda a tua obra.
10 Mas no sétimo dia, que é um repouso em honra do Senhor, teu Deus, não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem tua serva, nem teu animal, nem o estrangeiro que está dentro de teus muros.
11 Porque em seis dias o Senhor fez o céu, a terra, o mar e tudo o que contêm, e repousou no sétimo dia; e por isso. o Senhor abençoou o dia de sábado e o consagrou.
12 Honra teu pai e tua mãe, para que teus dias se prolonguem sobre a terra que te dá o Senhor, teu Deus.
13 Não matarás.
14 Não cometerás adultério.
15 Não furtarás.
16 Não levantarás falso testemunho contra teu próximo.
17 Não cobiçarás a casa do teu próximo; não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem nada do que lhe pertence.” Palavra do Senhor.
 
Salmo 18/19B
Senhor, só tu tens palavras de vida eterna! 

A lei do Senhor Deus é perfeição,
conforto para a alma!
O testemunho do Senhor é fiel,
sabedoria dos humildes.

Os preceitos do Senhor são precisos,
alegria ao coração.
O mandamento do Senhor é brilhante,
para os olhos é uma luz.

é puro o temor do Senhor,
imutável para sempre.
Os julgamentos do Senhor são corretos
e justos igualmente.

Mais desejáveis do que o ouro são eles,
do que o ouro refinado.
suas palavras são mais doces que o mel,
que o mel que sai dos favos.
 

Oração
Ó Deus, sede generoso para com os vossos filhos e filhas e multiplicai em nós os dons da vossa graça, para que, repletos de fé, esperança e caridade, guardemos fielmente os vossos mandamentos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Link: 286 pessoas viram!