Home» Liturgia Diária» Eu não vim para chamar justos, mas sim pecadores.’

Eu não vim para chamar justos, mas sim pecadores.’  

Dia 14 de Janeiro – Sábado

I SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)


Antífona de Entrada

Ergamos os nossos olhos para aquele que tem o céu como trono; a multidão dos anjos o adora, cantando a uma só voz: Eis aquele cujo poder é eterno.


Oração do dia

Ó Deus, atendei como pai às preces do vosso povo; dai-nos a compreensão dos nossos deveres e a força de cumpri-los. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Leitura (Hebreus 4,12-16)

Leitura da carta aos Hebreus.
Irmãos, 4 12 porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. 13 Nenhuma criatura lhe é invisível. Tudo é nu e descoberto aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas.
14 Temos, portanto, um grande Sumo Sacerdote que penetrou nos céus, Jesus, Filho de Deus. Conservemos firme a nossa fé. 15 Porque não temos nele um pontífice incapaz de compadecer-se das nossas fraquezas. Ao contrário, passou pelas mesmas provações que nós, com exceção do pecado. 16 Aproximemo-nos, pois, confiadamente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno.
Palavra do Senhor.


Salmo Responsorial 18/19B

Vossas palavras são espírito, são vida,
tendes palavras, ó Senhor, de vida eterna.

A lei do Senhor Deus é perfeita,
Conforto para a alma!
O testemunho do Senhor é fiel,
Sabedoria dos humildes.

Os preceitos do Senhor são precisos,
Alegria ao coração.
O mandamento do Senhor é brilhante,
Para os olhos é uma luz.

É puro o temor do Senhor,
Imutável para sempre.
Os julgamentos do Senhor são corretos
E justos igualmente.

Que vos agrade o cantar dos meus lábios
E a voz da minha alma;
Que ela chegue até vós, ó Senhor,
Meu rochedo e redentor!


Evangelho (Marcos 2,13-17)

Aleluia, aleluia, aleluia.
O Espírito do Senhor repousa sobre mim e enviou-me a anunciar aos pobres o Evangelho (Lc 4,18).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
2 13 Jesus saiu de novo para perto do mar e toda a multidão foi ter com ele, e ele os ensinava.
14 Quando ia passando, viu Levi, filho de Alfeu, sentado no posto da arrecadação e disse-lhe: “Segue-me.” E Levi, levantando-se, seguiu-o.
15 Em seguida, pôs-se à mesa na sua casa e muitos cobradores de impostos e pecadores tomaram lugar com ele e seus discípulos; com efeito, eram numerosos os que o seguiam.
16 Os escribas, do partido dos fariseus, vendo-o comer com as pessoas de má vida e publicamos, diziam aos seus discípulos: “Ele come com os publicamos e com gente de má vida?”
17 Ouvindo-os, Jesus replicou: “Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não vim chamar os justos, mas os pecadores.”
Palavra da salvação.


Comentário ao Evangelho

SEGUE-ME!
A vocação de Levi revela a liberdade com que Jesus escolhia seus discípulos. Ele não se deixava levar por preconceitos. Seu modo de agir pautava-se por parâmetros desconhecidos. Eram os parâmetros de Deus.
Quem haveria de pensar que um cobrador de impostos pudesse se converter em discípulo de Jesus? Sua profissão tornava-o desprezível. Tidos como colaboradores dos opressores romanos e exploradores do povo judeu, os cobradores de impostos eram tidos como pecadores. E como tal deveriam ser tratados. O que se poderia esperar deles, uma vez que, descaradamente, assumiam o papel odioso de traidores?
Jesus, porém, não pensou assim, e ordenou a Lei que deixasse sua banca de arrecadação e o seguisse. Para espanto de todos, a ordem foi imediatamente cumprida. E o publicano tornou-se discípulo de Jesus, passando a compartilhar sua vida e missão. As rupturas exigidas pelo discipulado não o intimidaram. Ele teria, pela frente, uma vida de pobreza, de contínuos deslocamentos em função do Reino, de total abnegação no serviço aos mais pobres e sofredores, de cansaços e fadigas. Tudo muito diferente da vida cômoda e abastada que levava.
Embora, num primeiro momento, não fosse capaz de perceber toda a densidade de sua decisão, Levi levantou-se e pôs a seguir Jesus. É a atitude típica de quem se sente chamado a seguir o Mestre.

Oração 
Espírito de disponibilidade, não permitas que coisa alguma me detenha, quando a voz do Senhor me chamar para segui-lo.


Sobre as Oferendas

Possa agradar-vos, ó Deus, a oferenda do vosso povo; que ela nos obtenha a santificação e o que confiantes vos pedimos. Por Cristo, nosso Senhor.


Antífona da Comunhão

Eu vim para que tenham a vida e a tenha cada vez mais, diz o Senhor (Jo 10,10).


Depois da Comunhão

Deus todo-poderoso, que refazeis as nossas forças pelos vossos sacramentos, nós suplicamos a graça de vos servir por uma vida que vos agrade. Por Cristo, nosso Senhor.

Link: 82 pessoas viram!