Home» Liturgia Diária» Feliz o ventre que te trouxe. Muito mais felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus

Feliz o ventre que te trouxe. Muito mais felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus  

Ano B – 10 de outubro de 2015

Cor Liturgica: VERDE (Sábado da 27ª Semana Tempo Comum)

Lucas 11,27-28

Aleluia, aleluia, aleluia.

Feliz quem ouve e observa a palavra de Deus! (Lc 11,28)

 

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

Naquele tempo, 11 27 enquanto ele assim falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: “Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!”
28 Mas Jesus replicou: “Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!”
Palavra da Salvação.


Comentário do Evangelho
CORRIGINDO UMA CONSTATAÇÃO
O intuito feminino de uma mulher do povo levou-a a fazer uma constatação verdadeira: era digno de ser exaltado o ventre em que Jesus fora gerado, e os seios em que fora amamentado. O poder manifestado nos feitos prodigiosos do Mestre, justificava o grito entusiasta desta mulher. Ter gerado tal filho era algo digno de louvor para uma mãe. Só alguém agraciada por Deus – “bem-aventurada” – podia ser capaz disto.
O elogio a Maria comportava um elogio a Jesus. Na mentalidade da época, exaltar a mãe era uma forma de exaltar o filho. Esta era a intenção da mulher: fazer um elogio a Jesus, reconhecendo que ela possuía um poder extraordinário provindo de Deus.
As palavras da mulher, entretanto, careciam de um acréscimo. Elas podiam dar a entender que bastava alguém ter um certo parentesco sangüíneo com Jesus para ser objeto de reconhecimento. No entanto, era preciso muito mais! A verdadeira bem-aventurança consistia em ser um discípulo exemplar: ouvir com fidelidade e perseverança a Palavra e oferecer ao mundo um testemunho de vida consumado, colocando-a em prática. A mãe de Jesus, mais do que ninguém, deu este testemunho de escuta-prática da Palavra. Mas, este seu título de glória pode ser obtido por qualquer discípulo fiel e perseverante. O fato de ter sido mãe natural de Jesus era menos importante do que sua fidelidade a Deus, manifestada com gestos concretos.
 
 
Leitura

Joel 4,12-21

Leitura da profecia de Joel.
4 12 “De pé, nações! Subi ao vale de Josafá, porque é ali que vou sentar-me para julgar todos os povos ao redor!
13 Metei a foice, a messe está madura; vinde pisar, o lagar está cheio; as cubas transbordam – porque é imensa a maldade dos povos!
14 Que multidão, que multidão no vale do julgamento, porque chegou o dia do Senhor (no vale do julgamento)!
15 O sol e a lua se obscurecem, as estrelas empalidecem.
16 O Senhor rugirá de Sião, trovejará de Jerusalém; os céus e a terra serão abalados. Mas o Senhor será um refúgio para o seu povo, uma fortaleza para os israelitas.
17 Sabereis então que eu sou o Senhor, vosso Deus, que habita em Sião, minha montanha santa. Jerusalém será um lugar sagrado onde os estrangeiros não tornarão mais a passar.
18 Naquele dia, as montanhas destilarão vinho, o leite manará das colinas; todas as torrentes de Judá jorrarão; uma fonte sairá do templo do Senhor para irrigar o vale das Acácias.
19 O Egito será todo assolado, Edom será um deserto devastado, por causa das violências cometidas contra os judeus, e por causa do sangue inocente derramado em seu solo;
20 mas Judá será habitado perpetuamente, e Jerusalém, de idade em idade.
21 Vingarei o seu sangue, que eu não tinha ainda vingado, e o Senhor habitará em Sião”.
Palavra do Senhor.

Salmo 96/97

Ó justos, alegrai-vos no Senhor!

Deus é rei! Exulte a terra de alegria,
e as ilhas numerosas rejubilem!
Treva e nuvem o rodeiam no seu trono,
que se apóia na justiça e no direito.

As montanhas se derretem como cera
ante a face do Senhor de toda a terra;
e assim proclama o céu sua justiça,
todos os povos podem ver a sua glória.

Uma luz já se levanta para os justos,
e alegria, para os retos corações.
Homens justos, alegrai-vos no Senhor,
celebrai e bendizei seu santo nome!

Oração
Ó Deus eterno e todo-poderoso, que nos concedeis, no vosso imenso amor de Pai, mais do que merecemos e pedimos, derramai sobre nós a nossa misericórdia, perdoando o que nos pesa na consciência e dando-nos mais do que ousamos pedir. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Link: 79 pessoas viram!