Home» Liturgia Diária» Peçam contas do sangue de todos os profetas, desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias

Peçam contas do sangue de todos os profetas, desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias  

Dia 13 de Outubro – Quinta-feira

XXVIII SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)


Antífona de Entrada

Senhor, se levardes em conta as nossas faltas, quem poderá subsistir? Mas em vós encontra-se o perdão, Deus de Israel (129,3s).


Oração do dia

Ó Deus, sempre nos preceda e acompanhe a vossa graça, para que estejamos sempre atentos ao bem que devemos fazer. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Leitura (Efésios 1,1-10)

Leitura da carta de são Paulo aos Efésios.
1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos cristãos de Éfeso e aos que crêem em Jesus Cristo.
2 A vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo!
3 Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto do céu nos abençoou com toda a bênção espiritual em Cristo,
4 e nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, diante de seus olhos.
5 No seu amor nos predestinou para sermos adotados como filhos seus por Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua livre vontade,
6 para fazer resplandecer a sua maravilhosa graça, que nos foi concedida por ele no Bem-amado.
7 Nesse Filho, pelo seu sangue, temos a Redenção, a remissão dos pecados, segundo as riquezas da sua graça
8 que derramou profusamente sobre nós, em torrentes de sabedoria e de prudência.
9 Ele nos manifestou o misterioso desígnio de sua vontade, que em sua benevolência formara desde sempre,
10 para realizá-lo na plenitude dos tempos – desígnio de reunir em Cristo todas as coisas, as que estão nos céus e as que estão na terra.
Palavra do Senhor.


Salmo Responsorial 97/98

O Senhor fez conhecer seu poder salvador
Perante as nações!

Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
Porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo
Alcançaram-lhe a vitória.

O Senhor fez conhecer a salvação
E, às nações, sua justiça;
Recordou seu amor sempre fiel
Pela casa de Israel.

Os confins do universo contemplaram
A salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
Alegrai-vos e exultai!

Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa
E da cítara suave!
Aclamai, com os clarins e as trombetas,
Ao Senhor, o nosso rei!


Evangelho (Lucas 11,47-54)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Sou o caminha, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14,6).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
Naquele tempo, disse o Senhor: 11 47 “Ai de vós, que edificais sepulcros para os profetas que vossos pais mataram.
48 Vós servis assim de testemunhas das obras de vossos pais e as aprovais, porque em verdade eles os mataram, mas vós lhes edificais os sepulcros.
49 Por isso, também disse a sabedoria de Deus: Enviar-lhes-ei profetas e apóstolos, mas eles darão a morte a uns e perseguirão a outros.
50 E assim se pedirá conta a esta geração do sangue de todos os profetas derramado desde a criação do mundo,
51 desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi assassinado entre o altar e o templo. Sim, declaro-vos que se pedirá conta disso a esta geração!
52 Ai de vós, doutores da lei, que tomastes a chave da ciência, e vós mesmos não entrastes e impedistes aos que vinham para entrar.
53 Depois que Jesus saiu dali, os escribas e fariseus começaram a importuná-lo fortemente e a persegui-lo com muitas perguntas,
54 armando-lhe desta maneira ciladas, e procurando surpreendê-lo nalguma palavra de sua boca”.
Palavra da Salvação.


Comentário ao Evangelho

A SABEDORIA DE DEUS
            A sabedoria de Deus consiste em oferecer à humanidade pecadora a possibilidade da salvação. Para isto, o Pai tem um projeto no qual a presença dos profetas é altamente relevante. Eles são os porta-vozes da salvação, indicando à humanidade o caminho a ser seguido, e as condições para alcançá-la. Erguem-se contra os injustos e os ímpios. Colocam-se na defesa dos pobres e oprimidos, vítimas inocentes de um sistema que rejeita Deus e seu plano de amor. Proclamam, a plenos pulmões, que o castigo virá, caso se obstinem no caminho do mal. Enfim, são os instrumentos de que Deus se serve para fazer-se ouvido.
            Mas a rebeldia foi a resposta do povo eleito, pois perseguia e matava os profetas e os demais enviados de Deus, no intento de fazer calar o apelo que lhe era dirigido. Os assassinos dos profetas pensavam que, agindo assim, invalidariam o plano de Deus. Enganaram-se, pois, o amor de Deus é invencível.
            Jesus, o Filho de Deus enviado como profeta, tinha consciência da sorte que o esperava. Seu destino estaria em perfeita consonância com o dos profetas enviados antes dele. O Mestre, porém, não se intimida. Com o mesmo vigor dos profetas do passado, opôs-se tenazmente aos fariseus e aos mestres da Lei que, no seu tempo, impediam que a salvação chegasse ao povo. O que pretendiam era calar a voz de Jesus.

Oração
Pai, que a compreensão de teu sábio plano de salvação para a humanidade me leve a estar atento às palavras de Jesus, o qual me indica o caminho para chegar a ti.


Sobre as Oferendas

Acolhei, ó Deus, com estas oferendas, as preces dos vossos fiéis, para que o nosso culto filiar nos leve à glória do céu. Por Cristo, nosso Senhor.


Antífona da Comunhão

Os ricos empobrecem, passam fome, mas aos que buscam o Senhor não falta nada (Sl 33,11).


Depois da Comunhão

Ó Deus todo-poderoso, nós vos pedimos humildemente que, alimentando-nos com o Corpo e o Sangue de Cristo, possamos participar da vossa vida. Por Cristo, nosso Senhor.

Link: 82 pessoas viram!