Home» Liturgia Diária» Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz

Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz  

Dia 4 de Novembro – Sexta-feira

SÃO CARLOS BORROMEU
BISPO E AMIGO DOS POBRES
(Branco, Prefácio Comum ou dos Pastores – Ofício da Memória)


Antífona de Entrada

O Senhor firmou com ele uma aliança de paz, fazendo-o chefe do seu povo e sacerdote para sempre (Eclo 45,30).


Oração do dia

Conservai, ó Deus, no vosso povo o espírito que animava são Carlos Borromeu, para que a vossa Igreja, continuamente renovada e sempre fiel ao Evangelho, possa mostrar ao mundo a verdadeira face do Cristo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Leitura (Filipenses 3,17-4,1)

Leitura da carta de são Paulo aos Filipenses.
3 17 Irmãos, sede meus imitadores, e olhai atentamente para os que vivem segundo o exemplo que nós vos damos.
18 Porque há muitos por aí, de quem repetidas vezes vos tenho falado e agora o digo chorando, que se portam como inimigos da cruz de Cristo,
19 cujo destino é a perdição, cujo deus é o ventre, para quem a própria ignomínia é causa de envaidecimento, e só têm prazer no que é terreno.
20 Nós, porém, somos cidadãos dos céus. É de lá que ansiosamente esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,
21 que transformará nosso mísero corpo, tornando-o semelhante ao seu corpo glorioso, em virtude do poder que tem de sujeitar a si toda criatura. 
1 Portanto, meus muito amados e saudosos irmãos, alegria e coroa minha, continuai assim firmes no Senhor, caríssimos.
Palavra do Senhor.


Salmo Responsorial 121/122

Que alegria quando ouvi que me disseram:
“Vamos à casa do Senhor”!

 
Que alegria, quando ouvi que me disseram:
“Vamos à casa do Senhor!”
E agora nossos pés já se detêm,
Jerusalém, em tuas portas.

Jerusalém, cidade bem edificada
num conjunto harmonioso;
para lá sobem as tribos de Israel,
as tribos do Senhor. 
 


Evangelho (Lucas 16,1-8)

Aleluia, aleluia, aleluia.
O amor de Deus se realiza em todo aquele que guarda sua palavra fielmente (1Jo 2,5).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
16 1 Jesus disse também a seus discípulos: “Havia um homem rico que tinha um administrador. Este lhe foi denunciado de ter dissipado os seus bens.
2 Ele chamou o administrador e lhe disse: ‘Que é que ouço dizer de ti? Presta contas da tua administração, pois já não poderás administrar meus bens’.
3 O administrador refletiu então consigo: ‘Que farei, visto que meu patrão me tira o emprego? Lavrar a terra? Não o posso. Mendigar? Tenho vergonha.
4 Já sei o que fazer, para que haja quem me receba em sua casa, quando eu for despedido do emprego’.
5 Chamou, pois, separadamente a cada um dos devedores de seu patrão e perguntou ao primeiro: ‘Quanto deves a meu patrão?’
6 Ele respondeu: ‘Cem medidas de azeite’. Disse-lhe: ‘Toma a tua conta, senta-te depressa e escreve: cinqüenta’.
7 Depois perguntou ao outro: ‘Tu, quanto deves?’ Respondeu: ‘Cem medidas de trigo’. Disse-lhe o administrador: ‘Toma os teus papéis e escreve: oitenta’.
8 E o proprietário admirou a astúcia do administrador, porque os filhos deste mundo são mais prudentes do que os filhos da luz no trato com seus semelhantes.
Palavra da Salvação.


Comentário ao Evangelho

A ESPERTEZA DO DISCÍPULO
            Partindo da parábola evangélica, Jesus contrapôs dois modos distintos de agir: o dos “filhos deste mundo” e o dos “filhos da luz”. Os primeiros visam, em suas ações, proveitos humanos, porque são movidos pelo Maligno, que os seduz com mundanidades. Os segundos são os que pautam sua ação pelos ideais do Reino, movidos pelo Espírito Santo, que os ilumina e os preserva da corrupção do erro.
            O comportamento dos “filhos da luz” foi censurado. É que não se mostraram tão espertos como os “filhos deste mundo” na criatividade e no esforço de conquistarem a vida eterna. Qual seria a esperteza própria do “filhos da luz”? Devem mostrar-se criativos na prática da caridade e da misericórdia em relação aos pecadores e transviados, na solidariedade com os pobres e excluídos, na disponibilidade para o perdão e a reconciliação, no empenho para criar um mundo mais humano e fraterno onde a dignidade de cada pessoa seja respeitada, na busca da comunhão com Deus fundada numa grande abertura de coração para o Pai a ponto de assimilar o seu modo de ser.
            Enfim, os “filhos da luz” são instados a não cruzarem os braços, dando-se por satisfeitos com o pouco já realizado. Existe sempre algo a ser feito, alguma iniciativa a ser tomada, visando o crescimento da amizade com o Deus. Importa estar sempre em ação, pois desconhecem a hora do encontro com o Pai.

Oração
Pai, torna-me esperto em relação às coisas do Reino, e sempre misericordioso no trato com o meu semelhante, pois é assim que alcançarei a comunhão contigo.


Sobre as Oferendas

Considerai, ó Deus, as oferendas trazidas ao vosso altar ao comemorarmos são Carlos Borromeu. Assim como fizestes dele um grande bispo, pela vigilância pastoral e esplêndidas virtudes, concedei que, pelo poder deste sacrifício, frutifiquemos em boas obras. Por Cristo, nosso Senhor.


Antífona da Comunhão

Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo! (Jo 21,17).


Depois da Comunhão

Ó Pai, que esta comunhão nos conceda a fortaleza de ânimo que tornou são Carlos Borromeu fiel ao vosso serviço e fervoroso na caridade. Por Cristo, nosso Senhor.

MISSA VOTIVA

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
(BRANCO – MISSAL, PÁG. 382)


Oração do Dia

Ó Deus, que no coração do vosso filho, ferido por nossos pecados, nos concedestes infinitos tesouros de amor, fazei que lhe ofereçamos uma justa reparação, consagrando-lhe toda a nossa vida. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Sobre as Oferendas

Considerai, ó Deus, o indizível amor do coração do vosso amado Filho, para que nossas oferendas vos agradem e sirvam de reparação por nossas faltas.
Por Cristo, nosso Senhor.


Depois da Comunhão

Ó Deus, que este sacramento da caridade nos inflame em vosso amor e, sempre voltados para o vosso Filho, aprendamos a reconhecê-lo em cada irmão. Por Cristo, nosso Senhor.


Santo do Dia / Comemoração (SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS)

Link: 373 pessoas viram!