Home» Liturgia Diária» Por que me chamais: ‘Senhor! Senhor!’, mas não fazeis o que eu digo?

Por que me chamais: ‘Senhor! Senhor!’, mas não fazeis o que eu digo?  

Ano A – 10 de setembro de 2011

Cor Liturgica: VERDE(Sábado da 23ª Semana Tempo Comum)

Lucas 6,43-49

Aleluia, aleluia, aleluia.
Quem me ama, realmente, guardará minha palavra e meu Pai o amará, e a ele nós viremos (Jo 14,23).


Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 6 43 “Uma árvore boa não dá frutos maus, uma árvore má não dá bom fruto.
44 Porquanto cada árvore se conhece pelo seu fruto. Não se colhem figos dos espinheiros, nem se apanham uvas dos abrolhos.
45 O homem bom tira coisas boas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau tira coisas más do seu mau tesouro, porque a boca fala daquilo de que o coração está cheio.

46 Por que me chamais: ´Senhor, Senhor´ e não fazeis o que digo?
47 Todo aquele que vem a mim ouve as minhas palavras e as pratica, eu vos mostrarei a quem é semelhante.
48 É semelhante ao homem que, edificando uma casa, cavou bem fundo e pôs os alicerces sobre a rocha. As águas transbordaram, precipitaram-se as torrentes contra aquela casa e não a puderam abalar, porque ela estava bem construída.
49 Mas aquele que as ouve e não as observa é semelhante ao homem que construiu a sua casa sobre a terra movediça, sem alicerces. A torrente investiu contra ela, e ela logo ruiu; e grande foi a ruína daquela casa”.

Palavra da Salvação.


Comentário do Evangelho
A ÁRVORE E SEUS FRUTOS


Jesus procurava evitar que, entre seus discípulos, houvesse lugar para a inautenticidade. Afinal, eles tinham recebido a tarefa de levar adiante a missão do Mestre, e estariam sempre em evidência. Sua condição de mestres poderia levá-los a se despreocuparem em praticar o que ensinavam. Como os fariseus, corriam o risco de se tornarem hipócritas e ensinarem normas severas para os outros, e suaves para si.
Jesus alertou os seus discípulos para estarem atentos quanto ao modo de vida dos líderes da comunidade. Belas palavras seriam inúteis, sem o respaldo de um vida condizente com os ensinamentos. Quando o modo de proceder do líder é censurável, é mais prudente não dar ouvido às suas palavras. Sua vida testemunha a incapacidade de penetrar no sentido das exigências do Reino. Sem esta compreensão prévia, é ousado pretender arvorar-se em guia da comunidade. Os frutos mostram tratar-se de uma árvore má.
É no coração que o ser humano esconde seu verdadeiro tesouro, e não na boca. Quem tem o coração repleto de coisas boas, diz e faz coisas dignas de serem imitadas. Quem tem o coração repleto de maldade, por mais que ensine coisas bonitas, será incapaz de realizá-las. Por conseguinte, é melhor não lhe dar crédito.
O testemunho de vida é a prova inequívoca do que se passa no coração. Em outras palavras, revela o que a pessoa é.

Oração
Espírito de coerência, reforça meu desejo de viver, com autenticidade, aquilo que prego, sem descambar para a hipocrisia e para o contratestemunho.

Leitura

1 Timóteo 1,15-17

Leitura da primeira carta de são Paulo a Timóteo
1 15 Eis uma verdade absolutamente certa e merecedora de fé: Jesus Cristo veio a este mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o primeiro.
16 Se encontrei misericórdia, foi para que em mim primeiro Jesus Cristo manifestasse toda a sua magnanimidade e eu servisse de exemplo para todos os que, a seguir, nele crerem, para a vida eterna.

17 Ao Rei dos séculos, Deus único, invisível e imortal, honra e glória pelos séculos dos séculos! Amém.
Palavra do Senhor.

Salmo 112/113
Bendito seja o nome do Senhor
agora e para sempre!

Louvai, louvai, ó servos do Senhor,
louvai, louvai o nome do Senhor!
Bendito seja o nome do Senhor
agora e por toda a eternidade!

Do nascer do sol até o seu ocaso,
louvado seja o nome do Senhor!
O Senhor está acima das nações,
sua glória vai além dos altos céus.

Quem pode comparar-se ao nosso Deus,
Que se inclina para olhar o céu e a terra?
Levanta da poeira o indigente
e do lixo ele retira o pobrezinho.

Oração
Ó Deus, Pai de bondade, que nos redimistes e adotastes como filhos e filhas, concedei aos que crêem em Cristo a verdadeira liberdade e a herança eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Link: 70 pessoas viram!