Home» Liturgia Diária» Vós sois a luz do mundo

Vós sois a luz do mundo  

Ano B – 9 de junho de 2015

Cor Liturgica: BRANCO( 3ª-feira da 10ª Semana Tempo Comum – São José de Anchieta Presb, memória)

Mateus 5,13-16

Aleluia, aleluia, aleluia.
Vós sois a luz do mundo; brilhe a todos vossa luz. Vendo eles vossas obras, dêem glória ao Pai celeste! (Mt 5,16)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
13 Disse Jesus aos seus discípulos: Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens.
14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha
15 nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa.
16 Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.
Palavra da Salvação.
 


Comentário do Evangelho
A RESPONSABILIDADE DOS DISCÍPULOS
            O horizonte da responsabilidade dos discípulos deveria abarcar o mundo inteiro. E, assim, impedi-los de deixar-se mover por preconceitos, fazer acepção de pessoas ou optar pela reclusão, num círculo fechado e exclusivo.
            A responsabilidade diz respeito à missão de pregar ao mundo a Boa-Nova da salvação, testemunhando-a por meio de gestos concretos de caridade, de compromisso com a justiça e a igualdade, de empenho pela construção da paz e da reconciliação entre os povos. Esta seria a melhor forma de manifestar a presença de Deus na entranhas da história humana, de modo a preservá-la do erro e da corrupção.
            A orientação recebida pelos discípulos não aponta para o proselitismo nem para o absolutismo do projeto de Jesus. No primeiro caso, a orientação mal-entendida poderia levar os cristãos a se lançarem numa guerra santa, para constranger toda a humanidade a optar pelo caminho cristão. No segundo caso, cair-se-ia no erro de eliminar tudo quanto fosse diferente, desconhecendo que os caminhos de Deus são incontáveis.
            As metáforas do sal e da luz apontam para um serviço humilde e despojado, conformado com a dinâmica do Reino de Deus, que não se impõe pela força. Antes, apela para a liberdade humana, e dela depende. A ação do sal e da luz deve ser percebida por sua qualidade. Caso contrário, um e outra serão inúteis.
 
 
Leitura

2 Coríntios 1,18-22

Leitura da segunda carta de são Paulo aos Coríntios.
1 18 Deus é testemunha de que quando vos dirijo a palavra, não existe um sim e depois um não.
19 O Filho de Deus, Jesus Cristo, que nós, Silvano, Timóteo e eu, vos temos anunciado, não foi sim e depois não, mas sempre foi sim.
20 Porque todas as promessas de Deus são sim em Jesus. Por isso, é por ele que nós dizemos Amém à glória de Deus.
21 Ora, quem nos confirma a nós e a vós em Cristo, e nos consagrou, é Deus.
22 Ele nos marcou com o seu selo e deu aos nossos corações o penhor do Espírito.
Palavra do Senhor.
 
Salmo 118/119
Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo!

Maravilhosos são os vossos testemunhos,
eis por que meu coração os observa!

Vossa palavra, ao revelar-se, me ilumina,
ela dá sabedoria aos pequeninos.

Abro a boca e aspiro largamente,
pois estou ávido de vossos mandamentos.

Senhor, voltai-vos para mim, tende piedade,
como fazeis para os que amam vosso nome!

Conforme a vossa lei, firmai meus passos
para que não domine em mim a iniqüidade!

Libertai-me da opressão e da calúnia,
para que eu possa observar vossos preceitos!

Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo
e ensinai-me vossas leis e mandamentos!
 
 

Oração
Derramai, Senhor, sobre nós a vossa graça, a fim de que, a exemplo do bem-aventurado José de Anchieta, apóstolo do Brasil, sirvamos fielmente ao Evangelho, tornando-nos tudo para todos, e nos esforcemos em ganhar para vós nossos irmãos no amor de Cristo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Link: 128 pessoas viram!